Você recicla? Ainda não? Por que não?

Se quisermos ajudar a reverter a devastação que vem sendo feita ao meio ambiente, para a nossa própria sobrevivência e, também, para deixar um planeta vivível para as futuras gerações, precisamos rever as ações do nosso dia a dia que contribuem para isso e, fazer diferente o quanto antes!

Por exemplo: Você recicla? Ainda não? Por que não?

Praia da Bica, na Ilha do Governador - Rio de Janeiro

Praia da Bica, na Ilha do Governador – Rio de Janeiro

Você sabia que a Terra, esse planeta que nos abriga, que nos dá absolutamente tudo o que precisamos para viver é um ser vivo como nós? E, esse ser vivo, assim como nós, tem as suas limitações, incompatibilidades e substâncias que o envenenam. Como não é possível separar a casa, o Planeta Terra, dos seus habitantes, nós, à medida que envenenamos a natureza, que é o corpo desse planeta, nós estamos envenenando a nós mesmos. Simples assim! Aliás, isso não tem nada de simples, na verdade. Vejam a tabela do tempo de decomposição dos materiais, para ver a complicação que é essa história…

materiais tempo que a Terra leva para decompor
copo de plástico 50 anos
embalagens longa vida 100 anos
fralda descartável 450 anos
guimba de cigarro 2 anos
isopor 8 anos
jornais de 2 a 6 semanas
lata de aço 10 anos
nylon 30 anos
papel de 3 a 6 meses
plástico 100 anos
pneu 600 anos
vidro (garrafas e frascos) tempo indeterminado

Quando a gente passa a saber o tempo que a Terra leva para decompor esses materiais, sendo que alguns desses materiais não são nem decompostos, começamos a entender que muitas das enchentes, que têm acontecido nos últimos tempos, tem  a ver com o estranho hábito, que muitos de nós temos,  de fazer do planeta um depósito de lixo!

Esses materiais, que a Terra não decompõe e, que não são descartados adequadamente, ou seja, que não reciclados, acabam entupindo os bueiros e, as vias fluviais e, as consequências são catastróficas.

Já vi muita gente atirar latinhas de cerveja, por exemplo, da janela dessas vans que levam pessoas de baixa renda para as periferias. Apesar de ser terrível, podemos, nesses casos, colocar a culpa na falta de esclarecimento.

Mas, o que dizer de famílias, que tem uma boa situação, que acham reciclagem uma bobagem e, que quando você começa a falar sobre os perigos de não se reciclar, ainda olham você de cara feia? Ninguém me contou, isso aconteceu comigo, inúmeras vezes, com famílias diferentes. Detalhe: todas essas famílias eram constituídas de pessoas esclarecidas, com nível de instrução de 3° grau e de boa situação financeira!

A reciclagem vai mexer com muitos outros fatores, além das enchentes nas cidades. Se formos parar para pensar, por exemplo, que cada tonelada de papel reciclado evita a derrubada de 20 a 30 pés de eucalipto ou de 10 a 20 árvores, vamos perceber que essa mesma tonelada de papel economiza 2.5 barris de petróleo usados na sua fabricação, o que irá diminuir também a poluição do ar.

Para se fabricar uma tonelada de papel utilizam-se 100 mil litros de água e 5 mil KW/HR de energia elétrica. Na reciclagem, esses números caem para 2 mil e 2,5 mil, respectivamente.

Outra situação perversa que acontece como consequência da falta de reciclagem é a mortandade de, pelo menos, um milhão de aves marinhas e 100 mil tubarões, tartarugas, golfinhos e baleias que morrem por comerem plástico. Os plásticos e outros resíduos, que não são descartados devidamente, vão boiando pelos oceanos afora e, vão parar nos lixões oceânicos, afetando 267 espécies de animais marinhos. Os animais ingerem ou “se enroscam” nesses resíduos. É de partir o coração, não é não, gente?

ave marinha morta por ingestão de materiais descartados inadequadamente, ou seja, esses materiais que não foram reciclados mataram a ave marinha.

ave marinha morta por ingestão de materiais descartados inadequadamente, ou seja, esses materiais que não foram reciclados mataram a ave marinha.

Na cidade do Rio de Janeiro, a Comlurb oferece coleta seletiva em 42 bairros, a saber:

Andaraí, Bangu, Barra da Tijuca, Botafogo, Campo Grande, Catete, Copacabana, Cosme Velho, Curicica, Flamengo, Freguesia, Gávea, Glória, Grajaú, Humaitá, Ipanema, Jacarepaguá, Jardim Botânico, Laranjeiras, Leblon, Leme, Padre Miguel, Praça da Bandeira, Praça Seca, Recreio dos Bandeirantes, Santa Teresa, Tanque, Taquara, Tijuca, Urca, Vargem Grande, Vargem Pequena, Vila Isabel, Vila Kennedy, entre outros.

A coleta seletiva porta a porta é realizada uma vez por semana, no mesmo horário, em dias diferentes da coleta comum. Para saber o dia que o caminhão da coleta coletiva passa, verifique no site da Comlurb:

www.rio.rj.gov.br/comlurb/servicos/coletaseletiva

A população também pode se informar pelo Disque Rio 1746, que funciona 24 horas.

Material que PRECISA SER RECICLADO:

1. Papel (papelão, jornais, revistas, cadernos, sacos de papel, embalagens em geral);

2. Metais (latas em geral, peças de alumínio, peças de cobre, fios, pequenas sucatas);

3. Plásticos (sacos, garrafas, frascos, brinquedos, potes, tampas, etc)

4. Vidros (frascos em geral, potes e copos)

Esses materiais devem ser colocados todos juntos, embalados em sacos plásticos transparentes, para facilitar a identificação dos mesmos.

Há alguns materiais que não são recicláveis, mas podem ser REUTILIZADOS:

Espelhos, esponjas de limpeza, fotografias, etiquetas, lentes de óculos, papel celofane, porcelana e fraldas descartáveis.

O que fazer com esses materiais? No Rio de Janeiro, por exemplo, você pode entregar no Galpão das Artes Helio Pellegrino, para que sejam reutilizados. O endereço é: Av. Padre Leonel Franca, s/n°, em frente ao Planetário da Gávea – sob o Viaduto da Lagoa. O número do telefone de lá é: 3874-5148

LÂMPADAS, PILHAS, BATERIAS E PNEUS

Quando for comprar lâmpadas, pilhas, baterias e/ou pneus, leve as suas unidades usadas, para devolução nos revendedores, que as devolverão aos fabricantes e importadores. Segundo a Resolução 258 do CONAMA, cabe aos revendedores e rede de assistências técnicas a coleta/recebimento e envio das unidades usadas aos fabricantes para armazenagem, tratamento e destino final.

LIXO ELETRÔNICO

O nosso planeta-mãe também não vai consegue digerir os nossos truculentos computadores e celulares, assim como todos os tipos de eletrônicos. O chumbo e o cádmio, presentes na composição desses materiais, são venenos para a natureza e, consequentemente, para nós.

A Secretaria de Estado do Ambiente (SEA), criou, em 2011, um projeto chamado Fábrica Verde, que oferece qualificação em montagem de computadores, para moradores de comunidades carentes. Esse belo projeto está transformando o lixo eletrônico em inclusão digital.

Veja abaixo ONDE DESCARTAR SEU LIXO ELETRÔNICO:

rapazes qualificados pelo Projeto Fábrica Verde!!!

O Projeto Fábrica Verde da Secretaria de Estado do Ambiente transforma o lixo eletrônico em inclusão digital! Bravo!!!

No Rio de Janeiro:

Pontos Fábrica Verde
Complexo do Alemão – Avenida Itaóca, 1961 – Bonsucesso
Rocinha – Estrada da Gávea, 486, BL 20 (Rua da Casa da Paz)- Gávea
Tijuca (Morro do Chacrinha) – Rua Oscar Pimentel, Nº 80 – Tijuca
PUC – Edifício Cardeal Leme – Rua Marques de São Vicente, 225 – Gávea Condomínio Solar da Barra – Rua Vilena de Moraes, 240 – Barra
Escola Édem – Rua Gago Coutinho, 14 – Laranjeiras. RJ

Microcamp Tecnologia

Endereço: R. Voluntários da Pátria,117- Tel: (21) 2535-2905
E-Mail: botafogo@microcampcorp.com.br
Possui pontos de coleta em todo o país. Localize o mais próximo da sua casa.

Arle-Associação de Reciclagem de Lixo Eletrônico

Endereço: Av. Pastor Marthing Luther King,193 – Tel: (21) 2567-0008

Em São Paulo:

CEDIR – Centro de Descarte e Reúso de Resíduos de Informática
Endereço: Av. Prof. Luciano Gualberto,71, Butantan

Tel: (11) 3091-6400  E-Mail: cce@usp.br

Laud Comp Comércio de Informática Ltda

Endereço: R. dos Capitães Mores, 183
Telefone: (11) 2601-4430 E-Mail: airtinho2@hotmail.com

Ecopalace

Endereço: R. Jacofer, 367-São Paulo-SP
Telefone: (11) 3932-3898
E-Mail: contato@ecoassist.com.br

Em Porto Alegre:

DMLU – Seção Norte        
Endereço: Travessa Carmen nº 111 – Floresta
Telefone: (51) 3268-8330

Procempa 

Endereço: Av. Ipiranga nº 1.200 – Porto Alegre-RS
Telefone: (51) 3289-6163

Em Brasília:

Dioxil Reciclagem e Tecnologia
Endereço: SBS Quadra 02, Bloco E, Lote 15, Sala 206 –

Edifício: Prime – Parte O 12 – Brasília – DF
Telefone: (61) 3254-1012 E-mail: dioxil@dioxil.com.br

 Se o que faltava para você reciclar era saber o quê, como e onde, agora que já sabe tudo isso, é só cumprir com a sua responsabilidade de cidadão. Se as enchentes que temos visto nos últimos tempos, se as centenas de árvores que são derrubadas, se as aves marinhas que morrem aos montes, todos os dias, por falta de reciclagem, ainda não foram o suficiente para lhe comover, então, pense nos seus filhos, nos seus netos, nos seus bisnetos… que serão, assim como a natureza e os animais, muito prejudicados pela falta de respeito ao meio ambiente. Eles serão muito mais que nós, porque, se as coisas (e isso inclui a nossa atitude em relação ao meio ambiente!!!) continuarem como estão, muito pouco irá sobrar para eles.

 Que planeta iremos deixar para as futuras gerações? Você tem certeza que vai querer continuar a contribuir para esse “desleixo insustentável”? Se liga!!!

Se gostou do que leu, curta a nossa fan page no FaceBook, para receber o nosso conteúdo regularmente!

www.Facebook/AlternativasSaudaveis

like us on facebook

Comentários
  1. 5 anos ago
  2. 5 anos ago

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TESTE